sexta-feira, 16 de setembro de 2011

O PASTOR, O APRISCO E O MERCENÁRIO


O PASTOR, O APRISCO E O MERCENÁRIO
Hudson Medeiros

Ah! quando essa imagem vem na minha mente, me leva a pensar numa figura perfeita, feita Deus, cheia de verdade, amor, justiça em favor daqueles que cuida, destinado a revelar o seu Ser, a gastar seus dias, suas habilidades em sua razão de viver.

O supremo pastor Jesus Cristo é assim,  Ele se manifesta cheio de essências, também chama alguns homens que tem como alvo imitá-lo e cumprir assim esse destino. Como homens porém ainda vivemos os efeitos da queda, isto ainda é visível na carreira de todo homem que professa sua fé ao nascer de novo em Cristo.

As marcas do desenvolvimento da fé selam alguns e outros nem tanto, porem os dois tem acesso até certo ponto ao coração do aprisco, aqueles que se sujeitam ao sumo Pastor passam pela porta do aprisco, aqueles  cujo coração ama o preço do lucro de servir como pastor passam pelos acessos não legítimos ou apropriados, esses se colocam diante das ovelhas até que o verdadeiro Pastor as arranque da condição de invasores, enganadores, mercenários homens que trabalham por um contrato financeiro ou de outros valores previamente acertado e não por um chamado divino e amor por aquele que o chama.   

As ovelhas são avisadas da presença dos mercenários e orientadas que a voz deles soa diferente da voz do Sumo pastor, elas não devem seguir a voz do estranho. Lembrando que a sensibilidade das ovelhas é grande e marcam em sua memoria a voz do verdadeiro Pastor porque só enxergam até três metros e terão que seguir sua voz durante suas incursões fora do aprisco nos lugares de pastos, rios e fontes onde Ele as leva para o período de formação e crescimento, mesmo dentro do aprisco quando estão feridas são atendidas por Ele. Ovelhas devem ser forte no conhecimento da Voz que as guia, pois é uma questão de vida ou morte, isso não é negociável.

Mercenários ficam expostos, perdem o acesso as ovelhas porque  carregam o espirito de Judas, recebem suas moedas, mais o peso delas chama a morte para arrancá-los do caminho da vida. Moedas no coração do mercenário os fazem vestir o perfil de traidor, mesmo aparentando intimidade com o sumo pastor, não o conhece, mesmo usando seu nome, usando sua autoridade para resistir o inferno, ou fazer grandes curas e maravilhas. As moedas estão motivando o seu agir e isso o levará a morte a menos que se arrependa e tenha nova atitude nascendo de novo.

Aquele que pensa que esta em pé, cuidado para que não caia. O que está movendo meu coração e o seu? Essa é uma boa oportunidade para refletir.

Marcadores:

1 Comentários:

Blogger Tangedor disse...

Amém pastor, levantei sem sono agorinha (2:15h da manhã)e acabei encontrando este texto precioso. Um grande abraço.
Alysson

19 de setembro de 2011 02:20  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial